Add in Facebook

Vale da Veiga

Foto: Foz Côa Friends

Estação e Foz do Côa

30 de Junho de 2012

Foto: Foz Côa Friends

Paisagem avistada junto ao Castelo Velho - Freixo de Numão

26 de Maio de 2012

Foto: Foz Côa Friends

II Passeio pedonal pela Linha do Douro

Quinta abandonada - Almendra

Foto: Foz Côa Friends

II Passeio pedonal pela Linha do Douro

Rebanho nas proximidades da Srª do Campo - Almendra

Foto: Foz Côa Friends

Terrincas

Amêndoas verdes

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Rio Douro próximo da estação de Freixo de Numão / Mós do Douro

Foto: Foz Côa Friends

Linha do Douro

Viaduto da Linha do Douro no Vale Canivães entre o Pocinho e a foz do Côa.

Foto: Foz Côa Friends

Pocinho

Vista geral sobre o Pocinho a partir do santuário da Srª da Veiga.

Foto: Foz Côa Friends

Pocinho

Um dos muitos pombais existentes na região.

Foto: Foz Côa Friends

Foz do Côa

Onde o Côa e o Douro se abraçam.

Foto: Pedro Pego

Foz do Côa

Onde o Côa e o Douro se abraçam.

Foto: Foz Côa Friends

Foz Côa

Lagoa

Foto: Foto Felizes

Flor de Amendoeira

Foto: Foz Côa Friends

Igreja matriz de Almendra.

Templo do séc. XVI em estilo manuelino e maneirista.

Foto: Fernando Peneiras

Pelourinho de Almendra

De acordo com a sua feição quinhentista, o pelourinho datará dos anos seguintes à atribuição do foral manuelino em 1510.

Foto: Fernando Peneiras

Foz Côa

Câmara Municipal e Pelourinho

Foto: Foz Côa Friends

Pocinho e Cortes da Veiga

Vista geral

Foto: Adriano Ferreira

Quinta da Ervamoira

Foto: Adriano Ferreira

Foz Côa

Amendoeiras floridas

Foto: Adriano Ferreira

Foz Côa

Floração da amendoeira.

Foto: Adriano Ferreira

Túnel das Pariças

Linha do Douro - Castelo Melhor

Foto: Foz Côa Friends

Foz do Côa

Nevoeiro sobre a foz do Côa.

Foto: Foz Côa Friends

Quinta da Granja

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Quinta da Granja

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Próximo da Quinta das Tulhas

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Próximo da Quinta das Tulhas

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Próximo da Quinta das Tulhas

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Saião (Pocinho)

Foto: Foz Côa Friends

Douro

Próximo da Quinta das Tulhas

Foto: Foz Côa Friends

Linha do Douro - Caseta

Próximo do Côa

Foto: Foz Côa Friends

Foz Ribeira Aguiar

Próximo da estação de Castelo Melhor

Azulejos

Estação de CF do Pocinho

Manifestação pela reabertura da Linha

Porto

Foto: Foz Côa Friends

Castelo de Numão

Foto: Foz Côa Friends

Capela do Anjo S. Gabriel

Castelo Melhor

Foto: Foz Côa Friends

Castelo Melhor

Foto: Foz Côa Friends

Castelo Melhor

Foto: Foz Côa Friends

Quinta da Granja

Foto: Foz Côa Friends

Quinta da Granja

Foto: Foz Côa Friends

Concerto no Museu do Côa

Foto: Foz Côa Friends

Figos e Amêndoas

Foto: Foz Côa Friends

Foz do Côa

Foto: Filipe Inteiro

Orgal

Foto: Foz Côa Friends

15 março 2017

Caminhada "AVINHA E A LINHA"

Foto: Jorge Trabulo

Sábado, 15 Abril 2017

Programa:

Percurso: 

Praça do Municipio, Rua do Moradal em direcção ao Curral Teles, Belém, Quinta das Freiras, Ponte de Vale Canivães, Linha Ferrea do Douro, Estação do Côa e Museu do Côa.
(Aprox. 9 Km, grau de dificuldade: médio)



8:15 Concentração na Praça do Município

8:30 Visita guiada à Igreja Matriz

9:00 Conferência dos participantes, distribuição de T-Shirts e entrega das merendas para transporte *

9:30 Início da Caminhada, na Praça do Município

13:30 Hora prevista de chegada
Almoço: Merendas* pessoais partilhadas ou no Restaurante do Museu, com ementa e preço especial sujeita a inscrição própria e directa com o Restaurante (restcoamuseu@hotmail.com – 932150155).
* O transporte das merendas para o Museu do Côa será assegurado pela organização.

15:00 Visita Guiada ao Museu do Côa.
Recepção de ideias para as próximas caminhadas.

17:00 Regresso à Praça do Município em transporte assegurado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa.

Contactos:

Inscrições (gratuitas) e qualquer esclarecimento adicional contactar 933223885, fozcoafriends.associacao@gmail.com.

Organização Foz Côa Friends Associação

com o apoio, que desde já agradecemos, da CM de V. N. Foz Côa e do Museu do Côa



Ficha de inscrição

A inscrição é GRATUITA e tem como objectivo acautelar os aspectos logísticos, nomeadamente o transporte dos participantes do Museu do Côa para a Praça do Município e a quantidade de t-shirts necessárias (apenas distribuídas às pessoas inscritas).


Mapas da caminhada: 

  1. Percurso
  1. Altimetria

Praça do Município
Igreja Matriz

Local da concentração



Viaduto da Linha do Douro no Vale Canivães 



Caminhar envolvido por esta singular paisagem não é apenas simples exercício físico, é essencialmente: prazer, cultura…um privilégio.
Foz do rio Côa, Estação do Côa (desativada) e o majestoso Douro.


Junto à estação do Côa

Estação do Côa

Estação do Côa - 12 de Setembro de 1986 - Foto: Phil Waterfield
Junto ao Museu do Côa

Museu do Côa


Paisagem que poderá desfrutar durante o almoço:




Visita ao Museu do Côa


Boa caminhada.

04 outubro 2016

Feira de Setembro – “Feira da Amêndoa”.




A Feira é desejada e vivida com antecedência; planeiam-se compras e vendas, animação, intercâmbio, abraços e beijos.

 




Recriou-se a "Bolsa da Amêndoa" animada pela Viv ‘Arte-Companhia de Teatro de Oliveira de Azeméis; a Foz Côa Friends, associação teve o gosto de, previamente, trocar ideias com estes Amigos, com proveito mutuo. O André, o Manolo, a Sara, o Vinícius, o Pedro e o Rafael partilharam a suprema arte e animação no Largo do Tablado. Parabéns ao CLDS 3 G, bem representado pela encantadora banca de doçaria e gentileza. O Grupo Coral da Universidade Sénior transmitiu alegria e carisma à intervenção; tanta Vida, força Amigos. O Grupo de Jovens do CAO da Santa Casa da Misericórdia, tão bem caracterizados, eram a nata daquele bolo. Parabéns e continuem sempre presentes. 



Por fim, o cerne do acontecimento - A AMÊNDOA; desta vez cumpriu-se o que há muito não acontecia - os produtores, agricultores, fixaram o preço e quem quis comprou ao preço fixado. Felicitamos as corajosas Senhoras, porque duas Senhoras eram, que junto aos sacos se mantiveram firmes. 



A Rua dos Combatentes, a Avenida Dr. Artur Aguilar e o Campo de Santo António encheram-se de vida e movimento em mercadejar. 


Até à próxima, em Maio, a dos Burros. Deixamos já a sugestão para actividades com estas dóceis e úteis criaturas. Boa Feira.

20 abril 2016

A Linha que une

A Linha que une 

A Foz Côa Friends – Associação, promoveu, no dia 26 de Março, Sábado de Páscoa, uma acção com o tema “ A Linha que une “. 



Às 8h 30m, o Comboio Turístico, por duas vezes, transportou, em animado convívio, os participantes do Centro Histórico de Foz Côa para o Museu do Côa onde os aguardavam os restantes. Mais de duas centenas de ‘almas‘ trocaram sorrisos, ouviram a organização e receberam as belíssimas t-shirts, gentilmente oferecidas pela Autarquia. O apoio e diálogo dos Senhores Vice-Presidente Dr. João Paulo e do Dr. António Jerónimo foram gratificantes. Bem hajam. 



O Museu franqueou-nos as portas, com competentes e gentis Guias que, em grupos, nos deleitaram juntando as explicações à vista do acervo.
“A Linha que une“ o Museu do Côa ao Centro de Alto Rendimento de Canoagem e Remo do Pocinho – Foz Côa; A Linha que une a Cultura ao Desporto, através de uma paisagem deslumbrante em que as águas dos rios Côa e Douro se beijam e sussurram segredos aos visitantes. A vista enche-nos a alma e a alegria brota nos sorrisos que partilhamos.


Fotografia de Vitor Santos

Fotografia de Vitor Santos



Iniciámos o percurso pedonal deixando o Museu crentes que, se pudesse, também este iria connosco. “Não, tu ficas e cumpre a tua função …” assim o queira quem puder. A simpática e competente equipa da Cruz Vermelha deu-nos apoio e confiança acompanhando-nos. Bem hajam. 

A descida do monte lembrou-nos o saudoso Camões quando, nos Lusíadas, os companheiros disseram a Veloso que descia a correr fugindo dos naturais que “aquele monte é mais fácil de descer do que de subir“, retorquindo este que “mais depressa vim porque sabia que estáveis cá sem mim“. 




A nossa pressa, refreada pela vontade de captar deliciosas imagens que as máquinas fotográficas, num som que lembrava o partir da amêndoa, registavam, ia-se satisfazendo. Calma, convívio, troca de informações e amiudadas vezes trocando de interlocutor. Assim, também, nos enriquecemos.

A Linha parecia chorar, aos nossos pés, despojada de alguns carris e travessas, as existentes carcomidas, calhaus de todos os tamanhos e feitios, silvas e arbustos enlaçados; Em breve voltarás a sorrir; estamos crentes. 




Fotografia de Sandra Fernandes



O Douro espraiava-se sobranceiro e belo acompanhando-nos até ao nosso destino, o Centro de Alto Rendimento de Canoagem e Remo; aqui chegados fomos recebidos pelo Senhor Presidente da Câmara Municipal, Eng Gustavo Duarte, que se juntou à iniciativa que apoiou.




A merenda foi partilhada, provada a bebida do vizinho, um estalo de lábios e …’muito bom‘, correspondido com um sorriso. Diga quem souber, ‘porque será que a merenda do vizinho é sempre melhor que a minha?‘ Satisfeitos, fomos guiados pelo Eng. Branquinho, a quem agradecemos, na visita ao Centro de Alto Rendimento, um dos melhores do mundo, pela belíssima, tranquila, ampla e comprida albufeira, pelo enquadramento paisagístico, pelo equipamento e acolhimento pessoal; os quarenta alemães juntos aos australianos e atletas de outras nacionalidades perfaziam os oitenta ocupantes. Esta Instalação, tal como o Museu, além dos prémios que já ganharam, vão arrecadar muitos mais.









“Não há bem que sempre dure…” e esta acção, forçada pelo relógio, terminou. O autocarro, em sucessivos ‘vai e vem‘ , transportou-nos à origem.
Agradecemos à Câmara Municipal, ao Museu, ao CAR, à Delegação do Côa da CVP, à Mobiladora Mimosa e a Todos os que contribuíram para tão belo evento. Aos Companheiros de caminhada partilhamos um sorriso, crentes que o prolongaremos em breve.
Bem hajam.